• Curta “Cárcere” encanta pela sua sensibilidade em noite de lançamento

    Com o auditório cheio de pais e amigos, os alunos do ensino médio da Lourenço Castanho lançaram o filme “Cárcere” na quarta (3). Mesmo alguns alunos da turma já tendo produzido filmes em anos anterior na Oficina de Audiovisual, oferecida para o Ensino Fundamental da escola, a expectativa era maior neste ano. Pela primeira vez na história da escola, o grupo optou por criar uma ficção ao invés de um documentário.

    A temática central do filme era a adolescência. O fato de a turma de 12 alunos estar vivendo esta fase garantiu um colorido ainda mais especial ao produto. A inspiração veio do longa brasileiro “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho”. Dentre os convidados que estiveram com a turma ao longo do ano, Ghilherme Lobo, protagonista do filme, certamente foi um dos mais marcantes. Além dele, a turma ainda conversou com escritores de ficção e diretores de cinema para colher ideias para o produto que criariam.

    Depois da exibição, os alunos bateram um papo com os presentes. Neste momento, compartilharam detalhes do processo de criação do filme. Os estudantes falaram sobre os desafios que enfrentaram para concluir cada uma das etapas, da criação do roteiro a edição. O resultado, que encantou a plateia, é um mosaico de talentos de cada um dos alunos. O trabalho por projetos permitiu que cada um identificasse afinidades e funções com as quais tinha mais afinidade.

    Ao final, o grupo concordou que um dos principais aprendizados da experiência foi trabalhar em grupo. A organização e mobilização da turma se explica pela relevância e sentido que viram no projeto que criaram, segundo os próprios estudantes.